Siga meu blog :)

terça-feira, 7 de janeiro de 2014

Material para EBF - Incluido a estória evangelística : Pablo o menino dos 9 sombreiros

MATERIAL PARA A CLASSES DE MATERNAL E JARDIM

** 1º Dia **

≈►Historinha (Conte a história mostrando visuais com figuras grandes, legíveis e bem coloridas. Se preferir pode usar as figuras usadas abaixo, é só aumentar de tamanho de modo que ocupem toda a folha)

A História do Amor de Deus



1. A criação do mundo
Deus criou o mundo e tudo o que existe nele: o céu, a terra, o mar, as plantas, os animais... Ele criou também o homem e a mulher, que viviam bem com Ele e eram muito felizes.



2. O pecado
Mas o Diabo, por meio da serpente, tentou Eva. Então ela e Adão desobedeceram a Deus. Desobediência é pecado. Por isso, eles foram expulsos do Paraíso e ficaram longe de Deus.





3. A vinda de Jesus
Por amar todas as pessoas, Deus enviou Seu Filho Jesus, para elas voltarem a viver bem com Ele. Jesus nasceu em Belém. José e Maria cuidaram do menino até que Ele crescesse.




4. A morte de Jesus
A Bíblia ensina que todos têm de ser castigados por sua desobediência a Deus. Esse castigo é a morte eterna no inferno. Jesus sofreu o castigo por nós. Ele deu Sua vida na cruz para pagar pelos pecados de todo o mundo.







5. A ressurreição de Jesus
Mas, depois de sepultado, Jesus ressuscitou! Ele não continuou morto – Ele voltou a viver. Que grande alegria e esperança! Temos um Senhor vivo que quer nos perdoar e salvar do castigo.



6. E agora?
Convide Jesus a entrar em seu coração. Ele vai limpar sua vida e cuidar de você. Peça para Jesus ser seu Salvador e um dia você estará no céu com Cristo, para sempre!

Jesus quer ser seu maior Amigo. Fale com Jesus em oração – você pode conversar com Ele sobre tudo que quiser.

Fonte: http://www.ajesus.com.br



Sugestões de Atividade e Lembrancinha:

1- Você pode confeccionar um Jogo da memória em 16 quadrados de cartolina ou emborrachado (8 pares diferentes), da mesma cor com figuras sobre a criação coladas na parte de trás. Os quadrados estarão virados sobre a mesa; uma criança de cada vez escolhe duas peças do jogo. Se as figuras escolhidas formarem um par, a criança ficará segurando os 2 quadrados. Se a criança não acertar o par, os quadrados serão devolvidos a mesa. Variação do jogo: O professor pode ainda fazer perguntas a respeito da lição e a criança que responder corretamente poderá escolher duas peças do jogo. Se as figuras escolhidas formarem um par, a criança ficará segurando os 2 quadrados. Se a criança não acertar o par, os quadrados serão devolvidos a mesa. 
OBS: Use figuras bem coloridas para chamar bastante atenção dos pequeninos, eles costumam gostar das cores. Se não tiver figuras coloridas pinte-as você mesmo. Eles vão adorar a brincadeira.
2- Lembrancinha: As crianças podem fazer desenhos sobre a criação em pratos descartáveis de papelão ou bandejas de isopor e pintar com guache, enfeitar com purpurina, paetês, etc... (faça modelos, pinte e enfeite com antecedência para ver o melhor resultado). Essa atividade serve como lembrancinha para os alunos levarem para casa.




** 2º Dia ** 

≈►Historinha: Trata-se de um livrinho colorido, no qual usamos como visual, para evangelizar as crianças. Você pode fazer um, usando emborrachado verde, amarelo, vermelho, preto e branco. (Para essa historinha prepare um livro sem palavras de emborrachado grande e bem bonito de acordo com a seqüência da história)


O livro sem palavras


Tenho na minha mão um livro, que não tem palavras, nem figuras. Chama-se o livro sem palavras. Ele tem páginas coloridas, como vocês podem ver, e estas páginas contam uma história maravilhosa. Vocês querem ouvi-la? 

(Mostre a capa verde) Aprendemos sobre muitas coisas verdes que Deus fez. Quem pode me dizer uma coisa verde que Deus criou? (Aguardar as respostas e continuar) Deus fez um lindo jardim verdinho para ser a casa de Adão e Eva. 
(Mostre a página amarela) Deus está preparando um outro lindo lar, especialmente para você e para mim. O lindo lar que Deus está preparando para nós é o céu. Deus nos ama e quer que um dia vamos morar com Ele em seu lindo lar, que é o céu. Mas Deus não pode nos deixar ir para o céu com as coisas feias que fazemos. Deus chama estas coisas feias de pecado. O céu é lindo, lindo, lindo, e lá o pecado não pode entrar. O céu é um lugar muito alegre e se o pecado e as coisas feias entrassem ali, fariam do céu um lugar triste. 
(Mostre a página vermelha) Esta cor vermelha faz-nos lembrar de Jesus, o filho de Deus. A Bíblia diz que Jesus nunca fez coisas feias e más. Jesus não pecou. Mas ele sofreu em nosso lugar, pelas coisas feias que você e eu fazemos. Jesus morreu e deu o seu precioso sangue na cruz por cada um de nós (1 cor. 15:3). Mas ele não está morto agora. Jesus voltou a viver!
(Mostre a página preta) Este preto representa o pecado que são as coisas feias que fazemos e entristecemos a Deus.
(Mostre a página branca) O branco representa a purificação. Jesus pode nos ouvir quando pedimos para Ele nos limpar de toda a maldade, do pecado.

(cante um corinho que fale de Jesus e depois coloque um CD de música infantil para tocar bem baixinho).

Quem já fez alguma coisa feia? (Aguardar as respostas. Se alguém disser sim relembre que as coisas feias que fazemos chamamos de pecado e deixam nosso coração sujo e que Deus fica triste quando pecamos. E para Ele ficar feliz de novo conosco e limpar nosso coração é preciso pedirmos perdão. Então convide as crianças a orarem pedindo perdão a Deus pelos pecados cometidos). 
Fonte: Material adaptado do livro Fala-me agora. Publicação da APEC Aliança Pró Evangelização das Crianças. 

 Sugestões de Atividades e Lembrancinha:
1- Permita a participação das crianças manuseando o livro sem palavra e Recapitulando a história (com muito cuidado para que não estrague o material).
2- Escolha uma criança para contar a história novamente, em seguida veja se mais alguma deseja fazer o mesmo também.
3- Você pode confeccionar um Jogo da memória em 10 quadrados de cartolina ou emborrachado (5 pares diferentes), da mesma cor com figuras alusivas ao plano da salvação. Os quadrados estarão virados sobre a mesa; uma criança de cada vez escolhe duas peças do jogo. Se as figuras escolhidas formarem um par, a criança ficará segurando os 2 quadrados. Se a criança não acertar o par, os quadrados serão devolvidos a mesa. OBS: Use figuras bem coloridas para chamar bastante atenção dos pequeninos, eles costumam das cores. Se não tiver figuras coloridas pinte-as você mesmo. Eles vão adorar a brincadeira.
4- Lembrancinha: Monte com as crianças um Livrinho sem palavras de cartolina dupla face (leve tudo semi-pronto para que a atividade não dure muito tempo. Lembre-se: os pequeninos não têm muita paciência para atividades longas). Cada criança confeccionará 2 dois livrinhos para levar para casa. Explique que: um livrinho será usado para presentear e evangelizar algum coleguinha não evangélico e convidá-lo para vir no próximo dia de EBF e o outro será seu para usar sempre que precisar contar a história para algum colega. Corte 5 retângulos de 15cm x 10cm (um de cada cor do livro sem palavras) para formar as páginas do livro; dobre cada página ao meio de modo que passe a medir 7,5cm x 10cm; cole uma página sobre a outra obedecendo a seguinte ordem: verde, amarela, vermelha, branca e preta; corte 1 retângulo de 16cm x 11cm para formar a capa; cole as páginas do livro no centro da capa; enfeite a capara como preferir.



** 3º Dia ** 

Historinha: Para esta atividade prepare os personagens em versão frente e verso entre um e outro cole um palito de churrasco (de modo que na frente fique o personagem triste e no verso o personagem feliz). 


Zé Coração



Este é o Zé Coração. Vocês sabem por que ele tem esse nome? É porque o seu rosto tem o formato de coração. Ele é um menino mal humorado, por isso, não tem amigos.









Ele tem olhos tristes.
Seus olhos só vêem o defeito dos seus colegas. Ele não acha nada bonito. Para ele, o mundo e a vida são horríveis. Ele não se alegra com nada. Qualquer coisa é motivo de choro.









Seus ouvidos são tristes.
Ele só gosta de ouvir piadas picantes, indecentes, zombarias e palavrões.











Ele fala mal de todos, põe defeito nos colegas... ele é malcriado, responde com desrespeito aos professores, às autoridades. Ele não respeita ninguém.







Tic-tac, tic-tac!
Ele não tem tempo para ajudar aos outros. Além disso, ele também só chega atrasado nas aulas.












Eles vão a lugares que não agradam a Deus. Eles costumam ser usados para fazer os colegas tropeçarem e para praticarem coisas más.









E suas mãos? Delas também só sai tristeza. Zé as usa para roubar coisas de seus colegas, como lápis, dinheiro, caneta e borracha. Os professores já não sabem o que fazer com ele. Embora já tenha sido expulso de várias aulas e já tenha freqüentado muitas escolas, Zé Coração não se corrigiu.







Beto era um menino feliz e ao contrário de Zé Coração, gostava de fazer amizades.

Por ser muito simpático, Beto logo conquistou a amizade de Zé. E, num instante, Beto já estava falando de Jesus e do amor de Deus para o Zé. Ele até mostrou um versículo na Bíblia, que dizia:
“Porque Deus amou o mundo de tal maneira, que deu o seu filho unigênito, para que todo aquele que n’Ele crê, não pereça, mas tenha a vida eterna.”

Beto mostrou a Zé Coração, que o amor de Deus por ele e por toda a humanidade havia sido tão grande, que Ele enviou Seu único filho, Jesus Cristo, para morrer numa cruz por nossos pecados, nossos erros. E aquele que crer no sacrifício de Jesus não apenas terá vida eterna, mas terá também uma vida com objetivos, uma vida mais feliz.








Zé Coração sentiu o amor de Deus por ele, reconheceu as coisas erradas que fazia, e ele resolveu entregar sua vida a Jesus Cristo, pedindo-lhe para mudar, totalmente, o seu modo de ser.

E Jesus ouviu o pedido de Zé, transformando sua vida. Agora, ele é um menino feliz.






Os seus olhos, agora, enxergam o mundo lindo que Deus criou. Zé, agora, sabe ver as qualidades dos outros.









Ele também gosta de ouvir só coisas boas. Agora, os seus ouvidos estão sempre alegres.











Os seus pés passaram a andar só em lugares que agradam a Deus. Eles também são alegres.






As suas mãos, agora, vivem dispostas a ajudar os outros. E ele já não tira mais nada dos outros. Suas mãos são alegres.








Quanto à sua boca, dela, hoje, só saem palavras agradáveis, de estímulo e companheirismo.







Hoje, todos notam a transformação que Jesus fez na vida de Zé. Seus colegas e professores tornaram-se seus amigos e Zé, passou a ter, agora, uma vida repleta de sentido, uma vida cheia de razão, feliz.



COMENTÁRIOS:

* Pé Triste (Falar dos lugares que andamos e das coisa que fazemos com nossos pés que desagradam a Deus) 
- Bailes, lugares com jogos ilegais, fugir da escola, fugir de casa, etc...

* Pé Feliz (Falar dos lugares que andamos e que agradam a Deus) 
- Igreja: Onde podemos louvar, testemunhar, orar...
- Escola – Onde podemos estudar, ajudar nossos amiguinhos, obedecer a tia,etc..
- Lar: Onde podemos ajudar a mamãe e o papai indo para onde eles nos mandam, etc...

* Mão Triste (Falar das coisas que fazemos com nossas mãos e que desagradam a Deus)
- Bater, beliscar, fazer gestos de palavrões, etc...

* Mão Feliz (Falar das coisas que fazemos e que agradam a Deus) 
- Igreja: onde podemos orar (com as mãos unidas), cumprimentar os irmãos, etc...
- Lar: onde podemos ajudar a mamães, o papai e os irmãos com as tarefas
- Outros: fazer carinho nos que sofrem, servir aos pobres, etc.

* Ouvido Triste (Falar das coisas que ouvimos e que desagradam a Deus) 
- Músicas com letras imorais, conversas que entristecem a Deus, fofoca, mentira, etc...

* Ouvido Feliz (Falar das coisas que ouvimos e que agradam a Deus) 
- Hinos, irmãos cantando, palavras carinhosas, passarinhos cantando, etc...

* Boca Triste (Falar das coisas que falamos e que desagradam a Deus)
- Palavrões, fofocas, ofensas, mentiras, gritos, etc...

* Boca Feliz (Falar das coisas que falamos e que agradam a Deus) 
– Versículos, hinos, elogios, palavras de carinho, risos, etc...

* Boca Triste (Falar das coisas que falamos e que desagradam a Deus)
- Palavrões, fofocas, ofensas, mentiras, gritos, etc...

* Olho Triste (Falar das coisas que vemos e que desagradam a Deus) 
- Filmes imorais, ficar de olhos abertos durante a oração, etc...

* Olho Feliz (Falar das coisas que vemos e que agradam a Deus) 
- ler a Bíblia, falar de Jesus para outras pessoas, fazer oração, etc...

Fonte: http://crisghensevavellar.blogspot.com/


≈►Sugestões de Atividade e Lembrancinha:
1- Prepare máscaras com os personagens da história, convide os alunos para participarem da encenação, dê uma máscara para cada um e explique que personagem ele será e que terá que toda vez que ouvir falar algo sobre o seu personagem terá que fazer mímicas de acordo com a história. (Oriente bem os alunos, se preciso dê sugestões do que cada um terá que fazer.)
2- Lembrancinha: Livro com a história contada (conforme o modelo entregue). Peça os alunos pra colorirem. Monte o livro.
OBS: Reproduzir as cópias dos livros em folha colorida (de preferência uma folha amarela bem clarinha) para que os alunos pintem apenas o rostinho de cada figura e não ela toda, dessa forma a atividade dura menos tempo não ficando cansativo para os pequeninos.


** 4º Dia ** 

≈► Historinha:

O BISCOITÃO


Filipe Biscoitão Mamãe Padeiro 


Fazendeiro Trigo Chuva Sol

Filipe acordou bem cedinho para ir à escola. Comeu um delicioso biscoitão no seu café da manhã. Hummm!!! Que delícia!
Como é bom poder comer e ter o que comer. Deus nos ama tanto que sempre nos dá o que necessitamos para comer. 
O que vocês comeram hoje? (deixe as crianças falarem). 
Deus ama muito a cada um de nós. Ele criou todas as coisas e criou você e a mim. Ele é Perfeito e santo e está no Céu. E porque nos ama, quer que estejamos para sempre com Ele. A Bíblia diz em João 3:16: "Porque Deus amou o mundo..." Quem está no mundo? Sim, você e eu. Você pode colocar o seu nome no lugar da palavra mundo. Cada vez que você comer alguma coisa, lembre-se que é Deus que nos ama e nos dá a comida, como o biscoitão gostoso que Felipe comeu.
Felipe estava tão contente que disse à sua mãe: - Muito obrigado pelo biscoitão, mamãe. 
Mas a mamãe respondeu: - Você não deve agradecer a mim, mas ao padeiro, que fez o biscoitão.
Felipe correu para a padaria e disse ao padeiro: - Sr. padeiro, muito obrigado pelo delicioso biscoitão que eu comi hoje no café da manhã.
O padeiro então disse: "Não me agradeça, agradeça ao fazendeiro que plantou o trigo para termos a farinha de trigo pra fazer o biscoitão." 
Daí, Felipe foi até o fazendeiro e disse: - Sr. fazendeiro, agradeci à mamãe pelo biscoitão que comi e ela me mandou agradecer ao padeiro. Fui ao padeiro, e ele disse que era pra agradecer ao senhor. Muito obrigado pelo biscoitão que comi.
O fazendeiro disse que não era para agradecer à ele, mas para agradecer ao trigo.
Felipe foi até a plantação e disse ao trigo: - Sr. trigo, muito obrigado pelo delicioso biscoitão.
- Não agradeça a mim. - disse o trigo - Agradeça à chuva, que me fez crescer.
Felipe olhou pra cima e disse: - Muito obrigado chuva, pelo gostoso biscoitão que comi.
- Não! - disse a chuva - Não agradeça a mim, agradeça ao sol, pois se não fosse ele, eu nada poderia fazer para que o trigo crescesse. 
-Sr. sol, hoje comi um delicioso biscoitão e agradeci à minha mãe, mas ela me mandou ir ao padeiro agradecer. Fui até ele e ele me mandou agradecer ao fazendeiro, e o fazendeiro disse pra agradecer ao trigo. Fui até o trigo agradecer, mas ele disse pra eu agradecer à chuva, que logo depois me mandou vir te agradecer. Muito obrigado pelo delicioso biscoitão! 
Você já imaginou a nossa vida sem o sol? O sol não nos dá só calor, mas dá luz e com a luz dá as cores. Sem a luz o nosso mundo seria tudo sem nenhum colorido. Mas do que essa luz que vemos nós precisamos da Luz do mundo que é o Senhor Jesus que veio ao mundo para ser Luz que pode acabar com a escuridão do pecado. 
A Bíblia nos diz que todos pecaram (Rm 3:23). Pecado é tudo aquilo que fazemos ou falamos que não agrada a Deus. Como mentir, brigar (deixe as crianças darem mais exemplos). Todos nascemos no pecado e não conseguimos nos livrar dele sozinhos. O pecado precisa ser castigado que é ficarmos para sempre na escuridão longe de Deus. Mas Deus nos ama tanto que nos deu Jesus que é a Luz do mundo, que nos tira da escuridão e nos dá a luz da vida (João 8:12). Jesus pegou os nossos pecados e sofreu em nosso lugar, como se Ele houvesse pecado, mas na verdade, Ele foi o único que nunca pecou. Ele fez isso por nos amar e derramou o seu sangue para que pudéssemos estar pertinho de Deus. Que maravilha ter Jesus no coração e tê-lo como a nossa Luz!
Então, o sol disse a Felipe: "Não me agradeça, Felipe. Agradeça a Deus, que me fez e que fez todas as coisas.
Filipe fechou os olhos e agradeceu a Deus pelo gostoso biscoitão que comeu no café da manhã e por tudo o que Deus criou!
Nós devemos ser gratos por tudo (pergunte às crianças os motivos que as levem a agradecer a Deus). Como é triste quando alguém se esquece de nos agradecer por algo que fazemos por elas. Assim também, Deus quer que sejamos agradecidos.
Se você já tem Jesus, já tem muito a agradecer. Se não tem, peça que Ele limpe o seu coração de todo o pecado e que venha ser Luz em sua vida. Você deve admitir que é pecador e crer que Jesus sofreu e morreu em seu lugar, pelos seus pecados, e pedir que Ele limpe o seu coração de todo pecado. Você quer fazer isso hoje? (faça o apelo e ore com as crianças que aceitaram a Jesus)
Enfatize que devemos ser gratos não somente pelo que Deus faz, mas também pelo que ele é: Amor, Paz, Criador, etc.

Fonte: http://crisghensevavellar.blogspot.com 

≈►Sugestões de Atividade e Lembrancinha:
1- Confeccione máscaras com os 8 personagens da história. Convide 8 crianças para participar da encenação, dê uma máscara para cada e explique que personagem ela será e que toda vez que ouvir falar algo sobre o seu personagem terá que fazer mímicas de acordo com a história. (Oriente bem os alunos, se preciso dê sugestões do que cada um terá que fazer.)
2- Lembrancinha: Quadro-pergaminho com mensagem do plano de salvação. (Leve os corações com as mensagens já recortadas para que o aluno cole na seqüência correta)



MATERIAL PARA AS CLASSES DE PRIMÁRIOS E JUNIORES

** 1º Dia ** 


≈►Historinha: Trata-se de um livrinho colorido, no qual usamos como visual, para evangelizar as crianças. Você pode fazer um, usando emborrachado verde, amarelo, vermelho, preto e branco. (Para essa historinha prepare um livro sem palavras de emborrachado grande e bem bonito de acordo com a seqüência da história)


O livro sem palavras


Tenho na minha mão um livro, que não tem palavras, nem figuras. Chama-se o livro sem palavras. Ele tem páginas coloridas, como vocês podem ver, e estas páginas contam uma história maravilhosa. Vocês querem ouvi-la? 

(Mostre a capa verde) Aprendemos sobre muitas coisas verdes que Deus fez. Quem pode me dizer uma coisa verde que Deus criou? (Aguardar as respostas e continuar) Deus fez um lindo jardim verdinho para ser a casa de Adão e Eva. 
(Mostre a página amarela) Deus está preparando um outro lindo lar, especialmente para você e para mim. O lindo lar que Deus está preparando para nós é o céu. Deus nos ama e quer que um dia vamos morar com Ele em seu lindo lar, que é o céu. Mas Deus não pode nos deixar ir para o céu com as coisas feias que fazemos. Deus chama estas coisas feias de pecado. O céu é lindo, lindo, lindo, e lá o pecado não pode entrar. O céu é um lugar muito alegre e se o pecado e as coisas feias entrassem ali, fariam do céu um lugar triste. 
(Mostre a página vermelha) Esta cor vermelha faz-nos lembrar de Jesus, o filho de Deus. A Bíblia diz que Jesus nunca fez coisas feias e más. Jesus não pecou. Mas ele sofreu em nosso lugar, pelas coisas feias que você e eu fazemos. Jesus morreu e deu o seu precioso sangue na cruz por cada um de nós (1 cor. 15:3). Mas ele não está morto agora. Jesus voltou a viver!
(Mostre a página preta) Este preto representa o pecado que são as coisas feias que fazemos e entristecemos a Deus.
(Mostre a página branca) O branco representa a purificação. Jesus pode nos ouvir quando pedimos para Ele nos limpar de toda a maldade, do pecado.

(cante um corinho que fale de Jesus e depois coloque um CD de música infantil para tocar bem baixinho).

Quem já fez alguma coisa feia? (Aguardar as respostas. Se alguém disser sim relembre que as coisas feias que fazemos chamamos de pecado e deixam nosso coração sujo e que Deus fica triste quando pecamos. E para Ele ficar feliz de novo conosco e limpar nosso coração é preciso pedirmos perdão. Então convide as crianças a orarem pedindo perdão a Deus pelos pecados cometidos). 

Fonte: Material adaptado do livro Fala-me agora. Publicação da APEC Aliança Pró Evangelização das Crianças. 

≈► Sugestões de Atividades e Lembrancinha:
1- Permita a participação das crianças manuseando o livro sem palavra e Recapitulando a história (com muito cuidado para que não estrague o material). 
2- Escolha uma criança para contar a história novamente, em seguida veja se mais alguma deseja fazer o mesmo também.
3- Você pode confeccionar um Jogo da memória em 10 quadrados de cartolina ou emborrachado (5 pares diferentes), da mesma cor com figuras alusivas ao plano da salvação. Os quadrados estarão virados sobre a mesa; uma criança de cada vez escolhe duas peças do jogo. Se as figuras escolhidas formarem um par, a criança ficará segurando os 2 quadrados. Se a criança não acertar o par, os quadrados serão devolvidos a mesa. OBS: Use figuras bem coloridas para chamar bastante atenção dos pequeninos, eles costumam das cores. Se não tiver figuras coloridas pinte-as você mesmo. Eles vão adorar a brincadeira.


4- Lembrancinha: Monte com as crianças um Livrinho sem palavras de cartolina dupla face (leve tudo semi-pronto para que a atividade não dure muito tempo. Lembre-se: os pequeninos não têm muita paciência para atividades longas). Cada criança confeccionará 2 dois livrinhos para levar para casa. Explique que: um livrinho será usado para presentear e evangelizar algum coleguinha não evangélico e convidá-lo para vir no próximo dia de EBF e o outro será seu para usar sempre que precisar contar a história para algum colega. Corte 5 retângulos de 15cm x 10cm (um de cada cor do livro sem palavras) para formar as páginas do livro; dobre cada página ao meio de modo que passe a medir 7,5cm x 10cm; cole uma página sobre a outra obedecendo a seguinte ordem: verde, amarela, vermelha, branca e preta; corte 1 retângulo de 16cm x 11cm para formar a capa; cole as páginas do livro no centro da capa; enfeite a capara como preferir. 

** 2º Dia **

≈►Historinha:


O DONO DO MEU CORAÇÃO




Era a noite de 31 de dezembro, e na casa de Gladis reinava a alegria, todos esperavam emocionados a chegada do ano novo.

As crianças cantavam felizes, o pai e a mãe organizavam a janta - que prometia ser deliciosa e abundante. Todos estavam felizes.




Todos menos Gladis, que nesse dia havia brigado com os seus irmãos. Bateu boca com suas coleginhas, respondeu mal a sua mãe e desobedeceu ao seu pai quando pediu pra arrumar a mesa. Quando sua avó pediu pra comprar um refrigerante ficou com o troco.
Gladis estava mal-humorada. Achava uma cafonice isso de fazer janta com a família, avos, tios, primos, etc. Na final, com certeza fariam à pergunta que sempre faziam pra ela.
- Gladis, quem é o dono do seu coração? - Todos eles falavam sempre do amor de Jesus, mas Gladis não fazia caso de nada. Preferiu então ir no quarto e dormir. 








Muito lentamente os seus olhos se fechavam e de repente um senhor bem idoso de longa barba branca se aproximou da sua cama e lhe disse:
-Venha comigo filhinha, antes de ir embora quero que me acompanhe num passeio.
Assombrada Gladis olhou bem pro velhinho que parecia cansado, e então decidiu acompanhá-lo. Estava muito entediada naquela noite e caminhar parecia um ótimo programa.
Eles andaram e andaram ate que chegaram à frente de uma casa muito estranha. 












O idoso se deteve na frente e então abriu a porta, os dois entraram. A casa estava em trevas. Havia mau cheiro e tudo estava muito bagunçado. Gladis se esforçava muito para enxergar alguma coisa. Quando de repente… 







- Quem é você e o que está fazendo neste lugar? 
Eu sou a senhora mentira! A dona desta casa me usa muito, em todo momento sou requisitada. Ela me chama para ajudá-la a responder aos seus pais, também quando está com as suas colegas e com os seus irmãos!. Ah, estava me esquecendo, na escola eu sou muito usada também. Sabe? Eu sou muito criativa e sempre estou preparada para salvar a pele da minha dona. Hahahahaha.
A mentira deu uma gargalhada tão feia, que Gladis ficou toda arrepeiadinha. 








Após esta horrível senhora veio outra, tal vez mais feia que a anterior! Tinha um aspecto tão agressivo!
-Eu sou a senhora briga! E a dona de esta casa sempre me chama para que resolva uns assuntinhos pra ela. Comigo não perde nenhuma disputa! Eu sei morder, chutar, cuspir, puxar cabelo, falar palavrões, dar uns tremendos socos, jogar pedras, eu sei fazer exatamente tudo o que minha dona assiste na tv. Eu sou muito suja! Hahahahaha. Na escola e nas brincadeiras sempre solicitam minha presença. Você quer brigar, cabecinha de fósforo!?
Gladis se assustou e retrocedeu uns passos e esbarrou nalguma coisa. 








- Ei, cuidado onde você pisa! Não ta vendo que estou de sapatos novos?
- Perdão! -Disse Gladis aponto de chorar.
- Sem problemas, eu sou a dona vaidade! A dona desta casa anda comigo todos os dias. Eu sempre quero mais e mais. Não tô nem ai com ninguém, eu quero ser a primeira em tudo, eu quero comprar tudo o que vejo, e se não comprarem faço uma baita de birra. Você precisa de ver!! Hahahah. Eu fico com os trocos, roubo dinheiro dos meus pais e avós para comprar o que quiser! Gosto de esnobar os outros quando minha dona compra algo novo. Eu não deixo que minha dona pense noutras pessoas. Eu gosto de ser o centro, e…. olha só meu cabelo ta uma bagunça vou dar uma ajeitada nele. Até mais! 





Gladis mal podia crer no que via. Que casa mais apavorante era essa! De repente ouve umas gargalhadas, vira com receio e enxerga um outro ser deitado num sofá.
- Oi! Eu sou a senhora preguiça! A dona da casa também me usa sempre, eu sou a sua fiel serva! Quando a mãe dela a chama para ajudar, limpar, arrumar quarto, fazer tarefa de casa… nossa só de pensar fiquei enjoada! Em fim, eu sempre apareço e sentamos na frente da TV, ou do vídeo game, e não fazemos nada!! Eu tenho preguiça até de tomar banho, de ir na escola, de fazer mandados, de limpar… Ehhh Me dá licença?
To perdendo a minha novela favorita, sai da frente da TV fazendo favor! Eu não perco nenhum capítulo! 






- Hahahahaha - ria o homem horrível que estava sentado no trono. E com voz de mando disse: - Nesta casa eu mando. Eu sou o rei PECADO, e estes são os meu servos. E a cada ano que se passa eles aumentam nesta casa. Daqui ninguém nos manda embora! NINGUÉM!
E fazendo uma pausa silenciosa disse:
- Bom, na verdade existe alguém que pode nos expulsar, mas você nunca saberá, nunca… hahahahaha.
Gladis começou a chorar desconsolada.
O ancião a tomou da mão e lhe disse:
- Venha comigo, quero lhe ensinar algo. Eu vou te falar da pessoa que não quiseram te falar. 











Saindo da casa logo chegaram a um monte e ali havia um homem pendurado numa cruz.
-Oh porque esse homem tem que sofrer e morrer assim?
O Homem da cruz levantando a sua cabeça disse: - É por você, Gladis.
- Mas porque você derrama o seu sangue dessa maneira?
O homem respondeu: - Para poder lavar os teus pecados, é a única maneira de tirar os pecados do coração. 








Enquanto Gladis pensava no que ouvia, se achou novamente no seu quarto, e ali também estava aquele homem maravilhoso que havia estado na cruz. Mas agora estava vivo! E estendia os seus braços em amor, e dizia:
-Filha, deixa que entre na sua vida, estou batendo na porta do seu coração, permita que eu seja o dono do seu coração.
Gladis não entendia direito o que isso queria dizer. Ela lembrou da pergunta que sempre a sua avô fazia. Quem é o dono do teu coração? 



Então o velinho explica:
Filinha, sabe aquela casa que fomos visitar? É o teu próprio coração, ele está cheio de coisas feias. Preguiça, vaidade, brigas, mentiras, roubos, está cheio de pecados.
Mas Jesus, o filho de Deus pagou na cruz o castigo por cada coisa má e feia que você fez. Ele deu a sua vida por você, morreu, mas ao terceiro dia ressuscitou. E agora está esperando que você abra a porta da sua vida, para que todos aqueles pecados sujos sejam expulsos do seu coração, e assim Jesus possa ser o novo dono, o senhor do seu coração!
Eu sou o ano velho, e já estou indo embora pra não voltar mais. Você nunca foi feliz neste ano, porque o seu coração estava cheio de trevas e pecados. Eu já estou indo… Tome a decisão logo filinha, que neste ano novo, Jesus possa ser O DONO DO SEU CORAÇÃO…
O ancião virou e começou a ir embora. Nessa hora fogos começaram a estourar, luzes e muita alegria se ouvia desde a janela.
Gladis acordou assustada! Tudo tinha sido um sonho, mas que verdadeiro que pareceu pra ela! Que alegria poder tomar uma decisão tão importante neste ano novo! 



Então Gladis se ajoelhou do lado da cama e com muita reverencia orou:

- Senhor Jesus obrigada pelo sonho, ainda que eu não possa te enxergar sei que o Senhor está aqui. Eu me arrependo das coisas feias e dos pecados que cometi, me perdoa e limpa meu coração. Eu abro a porta do meu coração para que o Senhor entre, eu já não quero mais a mentir, nem a ser preguiçosa, nem vaidosa, nem quero brigar, eu não quero mais o pecado, só o Senhor pode tirar as coisas feias que tenho aqui dentro e desde hoje Senhor Jesus te convido para que sejas O DONO DO MEU CORAÇÃO, quero amar-te, obedecer-te e servir-te sempre!!!!






Gladis se levantou muito feliz, por primeira vez se sentia completamente alegre, leve, parecia como que tivessem tirado um grande peso das suas costas. Jesus tinha lavado o seu coração e tirado todos os seus pecados e se sentia livre. Ela pulava de alegria, abriu a porta do seu quarto e correndo gritava para todos: JESUS É O DONO DO MEU CORAÇÃO, JESUS É O DONO!!! ALELUIA!!!. Essa era a melhor noticia para toda a família, que agora abraçados e com os olhos cheios de lágrimas, agradeciam a Deus pelo abençoado ano novo!
Conclusão:
E você amiguinho, como está o seu coração neste momento? Você tem brigado, mentido ou pegado alguma coisa que não é sua? Você tem feito coisas que não agradam a Deus? Isso tem um nome, se chama pecado. Jesus pode tirar todas essas coisas más do seu coração e se tornar o dono da sua vida. Você quer abrir a porta do seu coração para que ele entre e seja o Senhor?
“Eu estou à porta e bato. (disse Jesus) Se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, eu entrarei na sua casa, e nós jantaremos juntos.” Apocalipse 3:20 

Fonte: http://sementinhakids.wordpress.com



** 3º Dia ** 

≈► Historinha:

O BISCOITÃO


Filipe Biscoitão Mamãe Padeiro 


Fazendeiro Trigo Chuva Sol

Filipe acordou bem cedinho para ir à escola. Comeu um delicioso biscoitão no seu café da manhã. Hummm!!! Que delícia!
Como é bom poder comer e ter o que comer. Deus nos ama tanto que sempre nos dá o que necessitamos para comer. 
O que vocês comeram hoje? (deixe as crianças falarem). 
Deus ama muito a cada um de nós. Ele criou todas as coisas e criou você e a mim. Ele é Perfeito e santo e está no Céu. E porque nos ama, quer que estejamos para sempre com Ele. A Bíblia diz em João 3:16: "Porque Deus amou o mundo..." Quem está no mundo? Sim, você e eu. Você pode colocar o seu nome no lugar da palavra mundo. Cada vez que você comer alguma coisa, lembre-se que é Deus que nos ama e nos dá a comida, como o biscoitão gostoso que Felipe comeu.
Felipe estava tão contente que disse à sua mãe: - Muito obrigado pelo biscoitão, mamãe. 
Mas a mamãe respondeu: - Você não deve agradecer a mim, mas ao padeiro, que fez o biscoitão.
Felipe correu para a padaria e disse ao padeiro: - Sr. padeiro, muito obrigado pelo delicioso biscoitão que eu comi hoje no café da manhã.
O padeiro então disse: "Não me agradeça, agradeça ao fazendeiro que plantou o trigo para termos a farinha de trigo pra fazer o biscoitão." 
Daí, Felipe foi até o fazendeiro e disse: - Sr. fazendeiro, agradeci à mamãe pelo biscoitão que comi e ela me mandou agradecer ao padeiro. Fui ao padeiro, e ele disse que era pra agradecer ao senhor. Muito obrigado pelo biscoitão que comi.
O fazendeiro disse que não era para agradecer à ele, mas para agradecer ao trigo.
Felipe foi até a plantação e disse ao trigo: - Sr. trigo, muito obrigado pelo delicioso biscoitão.
- Não agradeça a mim. - disse o trigo - Agradeça à chuva, que me fez crescer.
Felipe olhou pra cima e disse: - Muito obrigado chuva, pelo gostoso biscoitão que comi.
- Não! - disse a chuva - Não agradeça a mim, agradeça ao sol, pois se não fosse ele, eu nada poderia fazer para que o trigo crescesse. 
-Sr. sol, hoje comi um delicioso biscoitão e agradeci à minha mãe, mas ela me mandou ir ao padeiro agradecer. Fui até ele e ele me mandou agradecer ao fazendeiro, e o fazendeiro disse pra agradecer ao trigo. Fui até o trigo agradecer, mas ele disse pra eu agradecer à chuva, que logo depois me mandou vir te agradecer. Muito obrigado pelo delicioso biscoitão!
Você já imaginou a nossa vida sem o sol? O sol não nos dá só calor, mas dá luz e com a luz dá as cores. Sem a luz o nosso mundo seria tudo sem nenhum colorido. Mas do que essa luz que vemos nós precisamos da Luz do mundo que é o Senhor Jesus que veio ao mundo para ser Luz que pode acabar com a escuridão do pecado. 
A Bíblia nos diz que todos pecaram (Rm 3:23). Pecado é tudo aquilo que fazemos ou falamos que não agrada a Deus. Como mentir, brigar (deixe as crianças darem mais exemplos). Todos nascemos no pecado e não conseguimos nos livrar dele sozinhos. O pecado precisa ser castigado que é ficarmos para sempre na escuridão longe de Deus. Mas Deus nos ama tanto que nos deu Jesus que é a Luz do mundo, que nos tira da escuridão e nos dá a luz da vida (João 8:12). Jesus pegou os nossos pecados e sofreu em nosso lugar, como se Ele houvesse pecado, mas na verdade, Ele foi o único que nunca pecou. Ele fez isso por nos amar e derramou o seu sangue para que pudéssemos estar pertinho de Deus. Que maravilha ter Jesus no coração e tê-lo como a nossa Luz!
Então, o sol disse a Felipe: "Não me agradeça, Felipe. Agradeça a Deus, que me fez e que fez todas as coisas.
Filipe fechou os olhos e agradeceu a Deus pelo gostoso biscoitão que comeu no café da manhã e por tudo o que Deus criou!
Nós devemos ser gratos por tudo (pergunte às crianças os motivos que as levem a agradecer a Deus). Como é triste quando alguém se esquece de nos agradecer por algo que fazemos por elas. Assim também, Deus quer que sejamos agradecidos.
Se você já tem Jesus, já tem muito a agradecer. Se não tem, peça que Ele limpe o seu coração de todo o pecado e que venha ser Luz em sua vida. Você deve admitir que é pecador e crer que Jesus sofreu e morreu em seu lugar, pelos seus pecados, e pedir que Ele limpe o seu coração de todo pecado. Você quer fazer isso hoje? (faça o apelo e ore com as crianças que aceitaram a Jesus)
Enfatize que devemos ser gratos não somente pelo que Deus faz, mas também pelo que ele é: Amor, Paz, Criador, etc.

Fonte: http://crisghensevavellar.blogspot.com 

≈►Sugestões de Atividade e Lembrancinha:
1- Confeccione máscaras com os 8 personagens da história. Convide 8 crianças para participar da encenação da história. (Oriente bem os alunos, se preciso dê sugestões do que cada um terá que fazer)
2- Lembrancinha: Quadro-pergaminho com mensagem do plano de salvação. (Leve os corações com as mensagens já recortadas para que o aluno cole na seqüência correta)


** 4º Dia **

≈►Historinha: (Para essa atividade prepare um álbum seriado com as figuras abaixo. Confeccione os cada cartaz em ¼ da folha de papel 40 kg.)

Alvo: Apresentar o plano da salvação bem claro, para encorajar os não salvos a aceitar a Jesus Cristo como Salvador.

Pablo (Pablito) O menino com 9 sombreiros










Mapa do México mostrando a região onde Pablo morou em ralação ao Estados Unidos e América Central.









Pablo morava no México. Ele usava 9 sombreiros (chapéus), não porque estava frio no México (porque fica muito quente), nem porque tinha nove cabeças (porque ele tinha só uma cabeça como você e eu), mas sim porque ele vendia sombreiros. Ele sabia que podia vender nove sombreiros num só dia, o serviço estava bom e voltava para casa contente.
Ele andava nas ruas gritando: - Sombreiros! Ó sobreiros bonitos! Sobreiros baratos! Só R$ 10,00.
Um dia chegou à sua cidade um missionário. Ele andou de casa em casa deixando uma bíblia e pregando o evangelho. Ele mostrava a todo mundo como Jesus Cristo, o Filho de deus, morreu na cruz pelos nossos pecados, ressuscitou e agora está nos esperando lá no céu. O missionário a todos explicava que também podiam ser salvos, bastava confessar seus pecados a Jesus Cristo, pedi-lo perdão e aceita-lo como salvador e mestre de sua vida.




Pablo ficou com pena do missionário porque ele precisava levar sempre muitas
bíblias consigo e as bíblias eram muito pesadas. Então ele lembrou burro do seu pai e pensou:
Meu pai não usa muito esse burro e sei que o missionário poderá aproveitar bastante. Vou falar com papai. Ele foi, falou com o pai e ele emprestou.
- Olha senhor, meu pai falou que o senhor pode aproveitar o nosso burro enquanto está na cidade nossa. O burro pode carregar as Bíblias e os outros livros para o senhor.
- Ótimo! - disse o missionário.
Pablo ajudou o missionário a colocar a s coisas nas costas do burro. Quando chegou a hora de sair para as visitas, o missionário pegou a corda que estava ao redor do pescoço do burro e começou a andar. Porém o burro empacou recusando-se a sair do lugar. O missionário puxou, mas o burro não deu nem um passo sequer. Vendo isso, Pablo aproximou-se e cochichou no ouvido do burro e logo ele começou a andar. Então os três (o missionário, o burro e Pablo) foram para a primeira casa.
Após a visita, o missionário pegou a corda do burro, mas a mesma coisa aconteceu. Pablo, de novo cochichou no ouvido do burro e este seguiu o missionário. E porque apenas Pablo podia andar no burro não precisava sempre fazer as visitas com o missionário.
Mas logo o missionário notou que Pablo tinha um problema muito sério. Ele sempre mentia, sempre estava soltando suas mentiras. O missionário aconselhou-o bastante para não mentir, pois Deus não gosta de mentira. Mentira é pecado e Deus castiga o pecado. Mas Pablo pensou:
Ah! O missionário sempre está preocupado com a minha mentira. Por que ele não me deixa em paz?
(Olhar para as crianças e perguntara: Será que vocês já mentiram? Será que vocês já falaram mentiras como Pablo? Mesmo que tenha falado só uma mentira ainda assim é pecado. Deus não gota de pecado e Ele sempre castiga pecado. Precisamos deixar nossas mentiras e falar sempre a verdade.






Certa ocasião o missionário precisava sair da cidade, mas antes de sair falou para Pablo:


- Olha Pablo eu preciso viajar esta semana. Pode prometer fazer alguma coisa para mim enquanto estou fora?
- Depende. O que é?
- Está vendo aquele poste onde amarram os animais?
- Estou.
- Está vendo esse martelo e esses pregos?
- Estou.
- Olha eu vou lhe emprestar esse martelo e esses pregos se você prometer bater um prego naquele poste cada vez que soltar uma mentira.









Pablo pensou um pouco e disse: - Isso é fácil. Sim, eu prometo. Então o missionário entregou o martelo e os pregos nas mãos do missionário e foi embora.







Logo seu amigo Bepo chegou.
- O que você tem Pablo? Bepo perguntou.
- Martelo e pregos. Você lembra daquele missionário que sempre vem aqui? Ele me ama tanto que quis me dar um presente antes de viajar. Então ele me deu esse martelo e esse pregos.
- Ele é um bom. Ele te deu outra coisa? Olhando para Pablo com muitas dúvidas.





Sim ele me deu uma gravata roxa com bolinhas verdes.
- Que bonito! Ele te deu mais?
- Sim, também me deu botas. Botas caras. Botas bonitas.
Bepo não estava muito convencido, olhando para os pés descalço igual a dele e não vendo a gravata no pescoço do seu amigo.
- E onde você guarda estas coisas?
Pensando rapidamente respondeu Pablo: - Olha o que o missionário me deu está guardado no banco da cidade, você sabe, naqueles lugares bem seguros onde os ricos guardam o seu dinheiro.
Os dois amigos se separaram para voltarem para casa para jantar. Naquela noite Pablo olhou para o martelo e os pregos e pensou nas mentiras que falara.






Cedo na manhã seguinte, Pablo foi para o poste com uma consciência pesada e o martelo na sua mão e os pregos no seu bolso.
POW! Um prego para mentira sobre o martelo e os pregos. POW! Outro prego para a mentira da gravata. POW! Um terceiro para a mentira sobre as botas. POW! Mais um para a mentira sobre o banco.
Enquanto estava batendo os pregos no poste, o seu amigo, Bepo chegou.
- O que está fazendo? – Perguntou Bepo.
- Ó, eu estou só batendo uns pregos aqui para pendurar os meus sombreiros! - Respondeu Pablo.
POW! Mais um prego por aquela mentira. E assim foi toda aquela semana. Mentido e batendo pregos.











O que o missionário vai pensar de mim, quando voltar? E por alguns dias Pablo ficou preocupado com tantos pregos naquele poste. O missionário voltou.
- Ó Pablo, como você vai? Você cumpri sua promessa?
- Cumpri sim.
- Deixe-me ver. Vamos ao poste. 
Chegando ao poste o missionário disse: - Ó Pablo, quantos pregos! Estou satisfeito que você colocou todos os pregos.
- Você gostou que falasse tantas mentiras?
- Não, mas estou satisfeito que você reconhece que falou as mentiras. Agora, Pablo que você arranque todos os pregos deste poste.
Pablo pensou: Mas eu bati tão bem, e agora preciso tirar? Isso vai ser difícil.


 pode parar a história aqui e usar a lição do livro sem palavra ou pode continuar com esta outra aplicação.
Mas Pablo sentou no chão e arrancou todos os pregos. Isso demoro porque ele tinha batido muitos pregos naquele poste.
- Mas teria sido melhor se não houvesse falado tantas mentiras, Pablo? Olha agora o poste vai ficar com todos os sinais dos pregos. Nunca ficará como era antes. Mentira e outros pecados marcam a sua vida. São pecados e todos tem pecados, você tem pecado, Deus disse. Mas Ele ama você. - disse o missionário.









A Bíblia diz que Jesus, o Filho de Deus, ama você, mesmo que você tenha feito as coisas erradas. Ele morou aqui na terra, nunca fez alguma coisa errada, mas houve algumas pessoas que não gostaram dele e o crucificaram. Ele não ficou morto, mas ressuscitou no terceiro dia e hoje vive nos céus com o Pai. Pablo, você crer que Jesus ama você e morreu por você? Quer recebê-lo agora mesmo, como seu Salvador?









- Pablo, com lágrimas nos seus olhos, disse: - Sim eu quero! E lá ao lado do poste, na rua, Pablo se ajoelhou e confessou seus pecados e convidou Jesus Cristo entrar na sua vida e ser seu salvador. Ele pediu o Senhor Jesus Cristo para ajudá-lo. Depois disso, ele andava nas ruas vendendo sombreiros, mas ele, também falava de Jesus a todos que encontrava. Deus mudou a vida de Pablo e Ele pode mudar a sua vida. Convide Jesus entrar na sua vida agora mesmo!



Fonte: Centro de Recurso RAPEDO. Ministério Social da Missão AMÉM



** Outras Sugestões de Histórinhas **

≈►A PÉROLA DE GRANDE VALOR




Rajan, era um velho hindu pescador de pérolas, que acabava de submergir bem fundo na água. Na margem do rio, um homem loiro o esperava ansioso. Sabem quem era o homem? Era um missionário que tinha deixado o seu lar e tudo o que tinha para ir à Índia, a fim de falar sobre amor de Jesus pelas pessoas. Ele era o missionário David Morse, e nessa ocasião já era muito amigo do velho Rajan. 
Rajan por fim, surgiu, rosto moreno na superfície da água sorrindo.
-Acho que encontrei uma pérola bem jóia senhor David, olha só!
David pegou a ostra com as suas mãos e abrindo-a com a faca gritava com alegria: -Olha aqui Rajan, você encontrou um verdadeiro tesouro!
O velho Rajan olhou para a pérola e disse: Sim, mas há muitas pérolas melhores do que essa. Eu tenho uma muito grande e valiosa na minha casa.
-Veja, esta pérola tem umas manchas e também algumas imperfeições, como se fossem rugas! –disse David.
Rajan sorriu e disse: -Viu? Isso se aplica ao seu tipo de pregação. A gente se acha bom aos nossos próprios olhos, mas Deus nos vê do jeito que somos: sujos e pecadores.
-Sim você tem razão Rajan –respondeu o missionário – mas ainda sendo tão maus e pecadores, Deus oferece de graça a sua salvação, oferece Seu perdão, nos limpa pelo Sangue de Seu Filho, e quer nos levar para o céu. Você pode entender isto querido Rajan?
-Não senhor, disse Rajan enquanto caminhavam de volta para cidade. Talvez você pense que eu sou muito orgulhoso, mas não posso aceitar o céu como um presente de Deus. Eu devo trabalhar muito para ganhar um lugar no céu.
- Mas Rajan, disse o missionário com tristeza, dessa maneira você jamais chegará no céu. E veja amigo, você está muito velho, talvez seja a última temporada que você pesca ostras. E se realmente quer ver as portas de perolas dos céus, você tem que aceitar por fé a salvação de Deus, porque ninguém pode comprar a salvação e o céu






- Ah, não senhor David. - exclamou Rajan. - Olhe, o senhor tem razão, hoje foi meu último dia como pescador de pérolas. Jamais voltarei a esta profissão, porque quando começar o ano novo sabe o que farei? Olhe, olhe bem para aquele homem!
O missionário olhou e viu um homem que passava pelo caminho descalço e com os pés ensangüentados, dava uns passos e depois de joelhos beijava o chão. Que coisa triste era ver aquele homem!
- Você está vendo? Isso é bom! –disse Rajan. Esse é um peregrino que faz penitência para alcançar o perdão dos pecados. É isso que eu farei. Daqui a poucos dias vou para a cidade de Delhi. Comprarei os céus, senhor David, só que irei de joelhos!
- Mas você ficou louco? Há milhares de quilômetros até Delhi! – disse o missionário. Seus joelhos ficarão despedaçados, ficarão infeccionados e com lepra antes de chegar em Delhi. Oh meu querido amigo! Você vai morrer sem encontrar o amor de Deus. Eu não posso deixar que você faca isso, o Senhor Jesus já morreu para comprar o céu para você.
Mas Rajan não entendia nem queria aceitar a graça de Deus.






Passaram-se vários dias e o senhor Davi estava muito triste pelo seu amigo Rajan. Numa certa tarde ele ouviu umas batidas na porta. Era Rajan, e estava com o seu rosto muito sério.
- Venha comigo à minha casa, quero mostrar-lhe uma coisa. Por favor, venha. - Em silêncio chegaram na casa de Rajan.
- Amigo David - disse o velho hindu - amanhã começo a procissão de joelhos para Delhi. Sente-se aqui um pouquinho por favor, eu já volto!
Rajan saiu do quarto e pouco depois voltou trazendo uma pequena caixa forte muito segura.
-Eu guardei esta caixa por muitos anos. E dentro dela eu guardo somente um objeto que tem muito valor! É um segredo que não conto a ninguém há muitos anos… Senhor David, o senhor não chegou a conhecer, mas eu tive um filho. - Os olhos do velho hindu se encheram de lágrimas enquanto ia falando. - Meu filho foi o melhor pescador de pérolas de toda a costa da Índia. Ele sempre sonhava em achar uma pérola incomparável, queria a melhor pérola nunca vista. Um dia, ele a encontrou… mas quando abriu a ostra ele já estava muito tempo mergulhado. E ainda que tivesse achado a pérola perfeita ele, morreu poucos dias depois. Por todos esses anos tenho conservado esta pérola. Mas, como agora estou partindo para não mais retornar, quero dar esta pérola de presente ao senhor. Sabe senhor David, o senhor tem sido meu melhor amigo nestes anos, e quero lhe dar este presente…
Dizendo isto Rajan abriu a fechadura da caixa e dos algodões tirou uma pérola gigante e a colocou na mão do seu amigo.
Que maravilha! Era realmente perfeita. Por um momento o senhor David ficou mudo de espanto, contemplando a pérola. Depois disse: - É a pérola mais maravilhosa que eu já vi em toda a minha vida! E quero comprá-la senhor Rajan! Quanto custa hein? Eu darei R$ 10.000 por ela! MMM não! Ainda é pouco, aliás, pagarei R$ 20.000 por ela. O que você me diz? Vale mais do que isso? Já sei, eu trabalharei para você pelo resto da minha vida para obter essa pérola! 
Rajan não acreditava no que ouvia. Até que em fim respondeu…
- Senhor David, por favor, essa pérola não tem preço. Ninguém no mundo pode pagar o que ela vale para mim. Ela não está à venda. É um presente para o senhor!
- Não senhor Rajan…- disse o missionário - desse jeito não poso aceitar! Talvez pareça eu um pouco orgulhoso, mas eu vou trabalhar, vou me sacrificar e assim conseguirei comprar essa pérola tão valiosa.
O velho tremia de indignação! 
- O senhor não está entendendo! Meu único filho deu a sua vida para pegar esta pérola do fundo do mar. O valor desta pérola é a vida e o sangue do meu filho. Não está a venda! Aceite a pérola como um presente meu… por favor…
Então o missionário falou muito emocionado.




-Rajan, meu amigo… Você não está vendo que o Senhor quer ensinar algo para você? Deus está oferecendo a salvação da sua alma como um presente, porque custou nada menos que a vida e o sangue do seu próprio Filho, e Único Filho. A salvação é tão grande que nenhum homem na terra pode comprá-la; e ninguém é tão bom que a possa merecer. Rajan, eu aceitarei humildemente esta pedra preciosa, porque dinheiro e sacrifício nenhum pagarão pela vida do seu filho. E neste momento Deus também lhe oferece a salvação de graça. Ele oferece o perdão dos seus pecados e quer levá-lo para o céu. Você não quer aceitar também humildemente este maravilhoso presente de Deus sabendo que custou a vida do seu único Filho Jesus?
As lágrimas caíam copiosamente do rosto de Rajan.
- Agora entendo! E aceito a salvação de Jesus o Filho de Deus, eu nunca poderia pagar o preço de um amor tão grande, que é o amor de Deus por mim! Só me resta aceitá-lo!
Assim o missionário orou com o velho pescador, e naquele dia Rajan recebeu o maior presente, a inigualável pérola de Deus! Jesus o Presente de Deus aos homens!




Fonte: http://sementinhakids.wordpress.com
História extraída da revista argentina “El puentecito”. Ilustrada no Photoshop e adaptada pela Pra Gabriela Pache de Fiúza. (revisão Pr Joel Fiúza)





≈►SORVETE MISSIONÁRIO

Tudo aconteceu de um momento para outro. Áurea, uma menina de cabelos ruivos e nariz cheios de sardas, assistia em companhia de seus coleguinhas, a projeção de slides coloridas na casa de Dona Helena.
A Sala estava meio escura, e os slides eram projetados numa tela grande, enquanto a missionária ia explicando o que significa cada um deles.
As crianças viram os africanos, bem como, os macacos, elefantes. Viram uma aldeia de casas feitas de palha. Um dos slides mostravam cena onde podia-se ver os africanos cultuando demônios. Viram também crianças correndo com medo dos estrangeiros, escondendo-se dos missionários que queriam falar-lhes do Senhor Jesus.
Á medida que os slides iam passando, Aurinha ia se sentindo que algo nela também ia se transformando. Não era a sua aparência, disso ela tinha certeza; a transformação era bem dentro, no seu coração. Áurea inquietou-se. Alguém teria chamado o seu nome? Olhou em volta, mas todos continuavam com os rostos voltados para a tela. A voz vinha de dentro do seu coração! Mas mesmo assim, era real.
Áurea, você Me pertence. Eu escolhi para ser minha mensageira, para contar aos outros como poderão ir para o Céu. Áurea sentiu seu coração batendo apressado. Daí em diante, ela quase não ouviu mais a mensagem missionária. Após ter cantado o corinho de despedida, saiu correndo em companhia das outras crianças.
De volta para a casa, Áurea percebeu que alguém caminhava a sua frente. Podia notar muito bem as sandálias arrebentadas que faziam "pift, poft, pift, poft" na calçada. Via também grandes buracos nas meias. A saia era roxa e estava suja, a blusa vermelha desbotada. Áurea sabia que a menina que seguia à sua frente era Lídia, mas nem ligou para o fato. Ela se sentia emocionada, feliz demais. De repente ouviu: Alô Aurinha! O coração de Áurea pulou de alegria. Conheceu a voz de Jaime.
- Sabe, Jaime! - Exclamou Áurea - Vou ser missionária.
- É? -Jaime continuou andando, com as mãos no bolso.
- Você não acha isso uma coisa maravilhosa, Jaime? - Perguntou Áurea, desapontada.
- É... Esta bom.
Áurea parou, olhando o amiguinho e disse:
- Você não parece muito entusiasmado.
- Bem... - ele resmungou - Quando você vai começar?
Por acaso, ou não, Jaime falou na direção à Avenida Boa Vista, onde Lídia caminhava agora, sozinha, como sempre. Áurea ergueu a cabeça de maneira altiva. Ela não gostava de Lídia, que geralmente trajava-se de roupas velhas e quase sempre estava com o pescoço sujo. Seu cabelo era mal cortado e parecia pegajoso, melado. Ninguém em toda a escola queria fazer amizade com ela.
- Jesus deve amar Lídia também, você não acha, Áurea? - Observou Jaime.
Depois do jantar, naquela mesma noite, Aurinha não conseguia fazer seus deveres escolares. Ficou pensando nos últimos acontecimentos. Era verdade que Deus a havia chamado para ser Sua mensageira, e esta lhe fora bem clara. SERÁ QUE DEUS ESTÁ QUERENDO QUE EU COMECE COM LÍDIA? Áurea jogou seus livros para o lado.
Puxou da gaveta um cofre onde guardava o seu dinheirinho e começou a tirar alguns cruzados.
- Para doces? – Perguntou a mãe de Áurea.
- Não, para “Sorvete Missionário”!
Levando o dinheirinho, Áurea se dirigiu à casa de Lídia, que ficava, em uma rua pobre. A casa estava quase desmontando. Foi Lídia mesma quem atendeu a porta.
-Que quer? – Perguntou Lídia espantada.
Áurea ficou meio sem jeito, mas respondeu: - Vim.... isto é.... você quer passear comigo? - Gaguejou ela, querendo ser sua amiga. - Tenho dinheiro para... para sorvete.
As palavras saiam com dificuldades. Estendeu a mão, úmida pelo nervosismo, mostrando dinheiro.
Lídia fez um ar de indiferença, mas acompanhou Áurea até o bar. O vendedor era um Italiano sorridente que, ao servi-las, enfiou a concha no fundo da lata de sorvete de morango. Lidia, ao receber seu sorvete agarrou com força...
- Vamos sentar! - Lidia sugeriu, e ambas sentaram á beira da calçada de Lidia.
Havia crianças brincando e gritando no meio da rua, Lidia não lhes prestava a mínina atenção. Chupou o sorvete, mastigou a casquinha também e lambeu os dedos, sem perder de vista o sorvete de Áurea, que por sua vez, adivinhando o seu desejo, estendeu a mão oferecendo-o.
- Aceita?Estou satisfeita.
Lidia o aceitou e acabou com ele num instante.
Este deve ser o momento para eu começar a falar de Jesus. Áurea pensou. E foi com o coração aos pulos que ela começou a contar que Deus ama a todos.
- Mentira! - Lidia gritou...
Áurea a olhou de boca aberta.
- Pode ser que Deus ame os outros, - Disse Lidia, aborrecida. - mas não a mim. Já sei que ninguém me ama. Você está querendo me salvar, como se fosse um pagão da África. Foi por isso que pagou um sorvete pra mim.
Mas fique sabendo que eu não sou pagã. - Ainda mais furiosa, acrescentou: - E você não precisa mais enfiar a sua cara sardenta nesta vizinhança.
Cara Sardenta! - Áurea ficou furiosa ao ouvir isso. Olhou, desdenhosa, para o rosto sujo de Lidia. Sacudiu as tranças para trás. Levantou-se e foi embora. Talvez houvesse lágrimas em seus olhos, pois não podia enxergar bem o caminho e, por isso mesmo, acabou chocando-se com alguém na esquina. Era dona Helena, a missionária.
Áurea precisava contar para alguém. Seus lábios tremiam, sua voz estava meio roca. Mesmo assim, contou para dona Helena como Deus falara ao seu coração. Disse-lhe ainda sobre o sorvete missionário e sobre Lidia. Dona Helena apertou a mão de Áurea enquanto caminhavam juntas pela rua.
- Certa vez, na África, - disse Dona Helena - alguém pôs uma pedra suja em minha mão. Eu nunca poderia imaginar que aquilo fosse um diamante, valendo milhões de cruzados. Só precisava ser limpo e polido. Você já imaginou que Lídia poderia ser um diamante para Deus?
- Lidia...? Um diamante? -Áurea riu um pouco, mas se sentiu consolada. Ela realmente ama a Jesus e imaginou como seria se pudesse ganhar um "diamante" para Ele!
No dia seguinte, Áurea encontrou Lídia na escola, sozinha e tão mal vestida como sempre.
Áurea sorriu ao cumprimentá-la, mas Lídia nem sequer olhou para ela Foi nesse dia que as crianças da escola começaram a ensaiar o desfile. Quando o sino tocou, todos saíram das salas de aula. Enquanto a banda se preparava, as crianças começaram a formar fila para marchar, de duas em duas.
- O dia está ótimo para marchar! - Cochichou Sarinha, que fazia par com Áurea.
Inspecionando a fila, o diretor parou de repente, em frente a alguém perguntando:
- Quem vai marchar com você?
Era Lídia, que estava sozinha, fitava o chão. Suas mãos estavam tremulas. Em rápida olhada, Áurea notou que Aninha ainda estava sem par. Era a única, além de Lídia, que ainda estava sem companhia, mas estava ali de cabeça erguida e dirigiu a Lídia olhares de pouco caso.
- Aninha - Áurea sussurrou, fazendo também um sinal para que ela tomasse seu lugar. Então Áurea passou adiante e pôs-se ao lado de Lídia.
O sangue subiu ao rosto sujo de Lídia. Áurea sorriu para ela, pegando-lhe a mão e apertando-a bem.
- Ei, Aurinha! - Chamou o tio Eduardo à noitinha - Alguém está ai fora querendo falar com você.
Áurea desceu correndo a escada aos pulos correu pela sala e olhou pelo vidro da janela. Não conseguia ver ninguém. Então, uma cabecinha apontou por cima do outro portão, mas logo sumiu. Áurea saiu correndo, mas quando chegou ao portão, Lidia também já ia correndo rua acima.
- Lidia, espere! - gritou Aurinha.
Lidia parou. Voltou devagarinho. Grossas lágrimas caiam-lhes pela face.
-O que há? - perguntou Áurea - Não vá embora. 
Lídia agitava seus pés indecisa. Seus dedos retorciam-se na saia roxa. - Por que você fez aquilo? - gaguejou ela.
Áurea não perguntou o que a menina queria dizer, tinha entendido.
- Por que gosto de você.
Lidia chutou uma pedrinha. - Você acha... acha... acha... que Deus me ama de verdade?
Ali mesmo, Áurea contou o quanto DEUS a amava, como Ele deu seu filho Jesus, para salva-la. Explicou como Jesus morreu na cruz do calvário em seu lugar, para tomar castigo que ela merecia como pecadora. Depois de explicar tudo isso, Áurea perguntou: - Você quer abrir seu coração e convidar Jesus entrar para ser seu Salvador?
- Sim ... - foi a resposta de Lidia.
E, foi desta maneira que Áurea, com um sorvete missionário, ganhou um "diamante" para Jesus e tornou-se verdadeira missionária.
O que é que Deus está desejando de você hoje? Deus quer que você ame as outras crianças, ricas e pobres, limpas e sujinhas.
Talvez você possa oferecer um doce, um sorvete, ou mesmo aqueles sapatos ou roupas que não lhe cabem mais. Porém, se não puder dar alguma coisa que custe dinheiro, mesmo bem pouquinho, ofereça um sorriso, dê a sua amizade.
Há muitas crianças tristes, sozinhas e necessitadas. Tente ainda falar de Cristo para elas, pois elas também são "diamantes", jóias preciosas, por quem o Senhor Jesus morreu. E você será, como Aurinha, um missionário de verdade!

Fonte: História da APEC (Postado por http://crisghensevavellar.blogspot.com)

≈►PEDRINHO, UM MISSIONÁRIO

(Historinha perfeita para iniciar as crianças em missões)

Pedrinho era um menino muito especial, pois todas as vezes que seu pai viajava quase sempre ele ia junto. O pai de Pedrinho falava:
- Pedrinho! Arrume as suas malas que vamos fazer outra viagem.
-Oba! Que legal! – diz Pedrinho com um sorriso bem aberto – Papai, pra onde nós vamos?
- Nós vamos fazer uma visita ao missionário que trabalha na Tailândia.
Chegando à Tailândia, o missionário os está esperando no aeroporto.
- Papai, olha o tanto de carros. Eu nunca vi tantos carros juntos assim!
- É verdade Pedrinho! Aqui é assim mesmo, quase não dá para andar de tanto carros.
Pedrinho estava super contente com a viagem, porém estava confuso em ver tantos carros e casas juntinhas e pequeninas. Pedrinho, seu pai e o missionário entraram numa casa onde a missionária fazia evangelismo.
- Papai, por que tantas crianças assim juntas?
- Elas estão aqui porque não têm casas.
- E seus pais?
- Filho, depois você me faz estas perguntas.
Até o pai de Pedrinho já estava confuso em ver tantas crianças juntas.
De longe Pedrinho vê uma criança que estava muito doente.
Ele chega perto dela e pode ver a tristeza daquela criança, sozinha, doente e sem os seus pais. Pedrinho olha para os lados e percebe que o lugar estava sujo, não tinha pessoas suficientes para ajudar aquelas crianças e a única coisa que podia fazer era dar seu lanche para ela.
- Você quer meu lanche? A criança não entendia a língua de Pedrinho. -Toma! (Pedrinho tira o lanche e dá para criança doente).
O pai chega e diz: -Vamos, meu filho, está na hora de voltar.
Pedrinho sai e nem fica sabendo o nome da criança. No caminho de volta o menino não dá nenhuma palavra. Todos estavam tristes em ver aquelas crianças sozinhas e doentes naquele lugar.
- Papai por que todas aquelas crianças estão sozinhas?
- Os pais de algumas morreram, outras foram abandonadas e algumas estão em tratamento.
Pedrinho não podia pensar em outra coisa a não ser nas crianças daquele lugar.
- Papai, o que podemos fazer por aquelas crianças?
-Não podemos fazer nada!
Pedrinho ficou indignado com seu pai e com a situação.
- Filho, vai dormir que amanhã vamos viajar…
- Boa noite, papai.
Pedrinho antes de dormir intercede pelas crianças com o coração muito comovido: - Senhor Deus, eu lhe peço que ajude aquelas crianças enfermas. Que o Senhor as cure de toda doença e que a sua paz esteja com elas. Em nome de Jesus. Amém!
No dia seguinte Pedrinho tem uma idéia e comunica no café da manhã.
- Papai sabe o que podemos fazer? Vamos falar das crianças em nossa igreja e descobrir quem quer vir a Tailândia ajudar a cuidar delas. Vamos falar de tudo que vimos aqui e pedir a Deus mais pessoas para vir trabalhar. E quando eu crescer, pai, vou ser um missionário aqui.
- Muito bem, meu filho, vejo que você aproveitou bem a sua viagem. Agora vamos que já estamos atrasados, temos que voltar ao Brasil.
- Outra coisa papai: Eu quero dar minha mesada para os missionários que estão trabalhando aqui todos os meses quero contribuir.
-Muito bem meu filho, a junta de Missões tem um programa de adoção missionária. Você pode adotar um missionário e ser um missionário sustentador e, desse jeito, contribuir para a obra missionária.
-Legal, pai, assim eu vou poder contribuir, orar e, quando crescer, ser um missionário.
- Isto mesmo, meu filho, estou orgulhoso de sua decisão.
Depois daquela viagem Pedrinho sempre contribuía, orava e lembrava daquelas crianças. Ele sempre pensava nelas porque nunca tinha visto algo igual. Era tanto sofrimento, tantas crianças sem pais, sozinhas e doentes. Pedrinho aprendeu que Jesus quer ajudar os que não têm paz e que ele também pode orar e fazer algo por aqueles que sofrem.

Fonte: Revista Crianças e Missões (Postado por http://sementinhakids.wordpress.com/)


** Sugestões de Atividades **

≈►Brincadeira “Juntando os pedaços”: O professor prepara fichas (se possível no formato de um sombreiro/chapéu) com frases referentes a moral da história (EX: Devemos ser gratos a Deus por tudo; Jesus quer limpar seu coração; Jesus sofreu e morreu em nosso lugar; etc...), divide as fichas ao meio; coloque uma parte de cada ficha sobre a mesa; a outra parte fica com o professor que pede para um aluno de cada equipe pegar uma ficha em sua mão e ao dar a largada os alunos escolhidos se dirigem a mesa e procuram a outra metade da ficha que completa sua frase; ao terminar de montar apresenta ao professor, se tiver certo outro aluno da equipe faz o mesmo, caso não esteja retorna a mesa para tentar encontrar a parte certa. Marca ponto a equipe que montar mais frases.

≈►Brincadeira “Passe a Bola”: O Professor senta as crianças em círculo intercalando um da equipe verde, um da equipe amarela, um da equipe vermelha, um da equipe branca e um da equipe preta até que terminem todas as crianças; depois entrega a bola para uma delas. Em seguida fica de costas para as crianças e canta, junto com elas, o hino tema da EBF, quando o professor parar de cantar com quem estiver a bola será iniciada a brincadeira onde um aluno por vez fala algo sobre a história que acabou de ouvir, quem não souber falar nada diferente do que já foi falado sai da brincadeira sai. Marca ponto a equipe que terminar a brincadeira com o maior número de participantes.

≈►Brincadeira “Scrable Bíblico”: O Professor corta quadrados de 3cm em papel cartão e escreve uma letra do alfabeto em cada quadrado (monte uns 4 alfabetos completos e deixe uns 15, ou mais, quadrados em branco). Os quadrados com letras deverão ficar dentro de uma sacola e os em branco ficarão em outra; o professor divide as equipes e chama um aluno de cada equipe para pegar 7 peças na sacola de letras e volta para o grupo para tentar montar uma palavra referente a história contada, se preciso pode pegar um quadrado em branco com o professor para servir de qualquer letra. A equipe que terminar primeiro chama o professor que analisará se a palavra montada se refere ao texto, se estiver certo o representante do grupo devolve as letras que sobraram e pega mais 7. Marca ponto a equipe que conseguir montar mais palavras.

≈►Brincadeira “Passo a Passo”: Os representas de cada equipe deverão encostar-se na parede, e responder, um por vez, as perguntas relacionadas a história contada que serão feitas pelo professor. Quem responder certo dá um passo o maior que puder. Aquele que chegar primeiro no local estipulado antes da brincadeira começar marca ponto para sua equipe.

≈►Brincadeira “Honestidade é Coisa Séria”: O professor organiza os alunos em círculo intercalando um da equipe verde, um da equipe amarela, um da equipe vermelha, um da equipe branca e um da equipe preta até que terminem todas as crianças. O professor inicia a brincadeira fazendo uma pergunta sobre a história contada, dirige-se a um aluno e pergunta: Você sabe a resposta? Se o aluno souber responde “sim”. A honestidade é coisa séria, pois se o aluno responder “sim” qualquer um (de outra equipe) pode desafiar dizendo: “Então fale a resposta”. Se o desafio for aceito e a resposta estiver certa, a pessoa que respondeu fará uma pergunta para quem estiver ao seu lado. Se o jogador não aceitar o desafio ou errar a resposta, pagará uma pena pré-estabelecida. Nesse caso o professor fará uma outra pergunta a outro participante.
OBS: Marca 1 ponto o aluno que responder “sim” ou “não”; marca 2 pontos o aluno que acerta o desafio feito pelo colega; marca 3 pontos o aluno que desafiar o colega ele e não acertar o desafio nem aceitar pagar a pena; marca 1 ponto o aluno que pagar a pena por ter errado a resposta. Marca ponto e equipe que ganhar mais pontos ao final da brincadeira.

** Sugestões de Lembrancinhas **

OBS: Leve tudo semi-pronto para que as atividades não durem muito tempo.

≈►Pulseira/tornozeleira de fio cerado com miçangas nas cores do livro sem palavras.
Corte 5 pedaços de 25 cm de fio cerado (um de cada cor do livro sem palavras); junte os 5 pedaços dando um nó na altura de 8 cm; introduza as miçangas no fio que estiver no meio obedecendo a seguinte ordem: verde, amarela, vermelha, branca e preta; junte novamente os 5 pedaços dando um nó no final das miçangas.

≈►Livrinho sem Palavras de cartolina dupla face. Cada criança poderá confeccionar 2 dois livrinhos para levar para casa. Um ficará sendo seu e o outro poderá ser usado para evangelizar algum coleguinha não evangélico e convidá-lo para ir no próximo dia de EBF.
Corte 5 retângulos de 15cm x 10cm (um de cada cor do livro sem palavras) para formar as páginas do livro; dobre cada página ao meio de modo que passe a medir 7,5cm x 10cm; cole uma página sobre a outra obedecendo a seguinte ordem: verde, amarela, vermelha, branca e preta; corte 1 retângulo de 16cm x 11cm para formar a capa; cole as páginas do livro no centro da capa; enfeite a capara como preferir.

≈►Marcador de Livro com corações nas cores do livro sem palavra.
Corte um retângulo de papel cartão medindo 5cm x 15cm; corte 5 corações (um de cada cor do livro sem palavras) dentro de um quadrado medindo 4,5cm x 4,5cm; cole os corações obedecendo a seguinte ordem: verde, amarela, vermelha, branca e preta.

≈►Quadro-pergaminho com mensagem do plano de salvação.



Você pode usar papel ofício reciclado e fazer picotes para dar idéia de velho.

≈►Peso de Porta em formato de flor nas cores do livro sem palavras (levar tudo semi pronto para atividade não durar muito tempo).

Jarro - Modo de fazer: Corte a base de uma garrafa pet (aproximadamentre 10 cm de altura);corte um pedaço de madeira ou algo similar de 25cm de altura; prenda a madeira no centro da garrafa com gesso ou areia; no topo da madeira cole ou prenda a flor com as cores do livro sem palavras; enfeite a grrafa pet. Flor - Modo de Fazer: corte 6 quadrados de 25cm em TNT ou retalho de tecido (um de cada cor do livro sem palavras e um outro quadrado de cor diferente - cor da pele, por exemplo); recorte círculos em cada um dos quadrados; faça um franzido com linha de costura e agulha na borda do círculo, como se fosse fazer um fuxico; puxe um pouco o franzido e você terá uma bolinha; recheie a bolinha (o fuxico) com algodão, espuma, acrilon, fibra siliconada, etc; arremate a bolinha para que o recheio não saia; faça o mesmo nas outras 5 bolinhas; o miolo será bolinha de cor da pele, as outras bolinhas serão as pétalas da flor; prenda uma pétala na outra e também no miolo; depois da flor montada fixe-a flor na madeira.

EX.:













** Algumas Informações Importantes **

≈►Tema da EBF: Seguidores de Jesus
≈►Versículo Chave: “Sejam meus seguidores e aprendam comigo” (Mateus 11.28)
≈►Divida a turma em 5 equipes com as cores do livro sem palavras (preta, branca, vermelha, verde e amarela);
≈►Amarre no braço de cada componente das equipes uma fita indicando a cor da sua equipe;
≈►Não permita que as crianças mudem de equipe durante os dias da EBF para evitar que escolham a que está ganhando (incentive-o a ficar na sua equipe e lutar para que ela ganhe);
≈►Fixe em cada classe um cartaz para que o professor marque os pontos ganhos pelas equipes ao final de cada dia;
≈►No último dia da EBF some os pontos de cada equipe e a que tiver mais pontos será a vencedora (se for possível entregue um brinde para cada componete da equipe vencedora);
≈►O professor poderá promoverá atividades que somem 5 pontos por dia (Ex: Poderá marcar ponto: 1- A equipe que ganhar mais pontos nas brincadeiras; 2- A equipe que terminar a atividade primeiro e com mais capricho; 3- A equipe que retornar no dia seguinte com o maior número de crachás; 4- A equipe mais comportada; 5- A equipe que trouxer mais visitantes; etc...);
≈►Procure levar as lembrancinhas semi prontas para as atividades não durarem muito tempo;
≈►Leve atividades extras, caso sobre tempo;
≈►Não deixe para preparar sua aula na última hora. Lembre-se: É para o Senhor e por isso temos que dar o nosso melhor. Além disso, estaremos evangelizando muitas crianças não crentes e através delas poderemos ganhar seus pais para Jesus. Vamos cumprir o IDE!
≈►E o mais importante: Ore ao Senhor, pedindo a Ele sabedoria para preparar sua aula e suas atividades. Lembre-se: É Ele quem nos capacita!


** Sugestão Programação **

≈► 1º Dia
14:00 horas Oração
14:05 horas Louvor Temático
14:15 horas Teatro 
14:40 horas Louvor
14:50 horas Divisão para as classes
15:00 horas Historinha e Atividades
16:40 horas Encerramento com Louvor Temático, Oração e Lanche

≈► 2º Dia
14:00 horas Oração
14:05 horas Louvor Temático
14:15 horas Coreografia com o GCW KIDS 
14:30 horas Louvor
14:40 horas Divisão para as classes
14:50 horas Historinha e Atividades
16:40 horas Encerramento com Louvor Temático, Oração e Lanche

≈► 3º Dia
14:00 horas Oração
14:05 horas Louvor Temático
14:15 horas Louvor com Departamento Infantil
14:25 horas Louvor
14:40 horas Divisão para as classes
14:50 horas Historinha e Atividades
16:40 horas Encerramento com Louvor Temático, Oração e Lanche

≈► 4º Dia
09:00 horas Oração
09:05 horas Louvor Temático
09:15 horas Divisão para as classes
09:20 horas Café da Manhã
09:30 / 11:00 horas Historinha e Atividades (encerramento nas classes).

Créditos:http://www.ebdanimada.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quadrinhos Bíblicos


Clique nos links:

A criação do mundo
O dilúvio

A história de Abraão
Uma mentirinha inofensiva
O rapto de Ló
Abraão socorre Ló
Abraão pega um atalho
Os três viajantes
Deus e seu amigo Abraão
Nasce Isaque!
Hagar e Ismael não ficam desamparados
Abraão obedece a Deus
Um servo fiel
O encontro com Raquel
Sete anos por amor
Enganado no casamento
Jacó fica rico
Fuga de Padã-Arã
Raquel morre
Os sonhos de José
A vingança dos irmãos de José
O bebê Moisés
Um bebê tirado do rio
Um plano para Moisés
Um lar no deserto
Um arbusto que não se queima
Moisés e a sarça ardente
Vou estar sempre com você
Uma vara se torna uma cobra
Mais tijolos!
Um rio de sangue
Rãs imundas
Animais mortos e feridos
A Teimosia de faraó
Pedras caindo do céu
Os dez mandamentos
Espiões em Jericó
A jumenta que falou
Bençãos ditadas por Deus
Israel cai na armadilha
Retorno a Horebe
A morte de um amigo de Deus
A força de Sansão
O homem mais forte
Rute
Um exército de 300 homens
Gideão, a prova
Saul consulta a Pitonisa
Davi contra Golias
Davi conquista sião
Davi destrói os amalequitas
Vitórias de Davi
Davi rei de judá
A Sabedoria de Salomão
A cura de Ezequias
Jonas e o grande peixe
A viúva de Sarepta
Daniel e os leões
O Filho de Deus
O anuncio do seu nascimento
Viagem a belém
Anjos anunciam o nascimento de Jesus
Os magos do oriente
A fuga para o Egito
O nascimento de Jesus
A infância de Jesus
Festa em jerusalém
Onde está Jesus?
Na casa do Meu Pai
O carpinteiro de Nazaré
O mundo nos tempos de Jesus
Mensageiro do deserto
O batismo de Jesus
Jejum no deserto
Tentado pela fome
Casamento em Caná
A verdadeira felicidade
Curado e perdoado
Jesus e a filha de Jairo
A mulher estrangeira
A mulher cananéia
Encontro junto ao poço
Jesus e Nicodemos
Andando sobre as águas
A ovelha perdida
A moeda perdida
O próximo
Os dez leprosos
Jesus e as crianças
A entrada triunfal
Os trabalhadores maus
Jesus e Zaqueu
Jesus e a mulher samaritana
Jesus e a mulher pecadora
Lazaro vive
O filho prodigo
Jesus purifica o templo
O lava-pés
Para que se lembrem de mim
No jardim do Jetsêmani
A traição de Judas
Pedro nega Jesus
Jesus ou Barrabás
O sacrifício de Cristo
Os dois ladrões
A ressurreição de Cristo
Por que você esta chorando
Não tenham medo!
Quantos peixes!
A caminho de Emaús
Até breve
Pedro esta aqui!
Ele está vivo!
Dorcas
Estamos aqui!

Divirta-se com o bebezinho :)